Aplicações

Aplicações em polímeros

Entre os produtos plásticos, tanto o Laser quanto a Tampografia são possíveis e viáveis, dependendo apenas da resistência e quantidade de material a ser marcado. O processo é simples e rápido: assim que as máquinas encontram o ponto certo do material, a gravação acontece em questão de segundos.
Para exemplificar, os produtos que podem ser autenticados são: PET, usado para garrafas, bandejas de micro-ondas, entre outras embalagens; PVC, ideal para encanamentos, brinquedos, painéis automotivos luminosos, autenticação de carcaças de eletroeletrônicos, entre outros. Todos estes aceitam ambas as formas e podem variar no tamanho e na coloração.

Aplicações em tecidos

Nos tecidos, a forma mais utilizada é a Tampografia, por ser possível em qualquer variedade. Apenas o jeans, comum para roupas; o couro sintético, utilizado em infinitos produtos e acessórios como relógios, sapatos, bolsas, entre outros; e a lona, ideal para toldos, tendas, velas, mochilas, etc., são personalizáveis também com Laser, onde o custo benefício varia conforme a quantidade de produto marcado.

Aplicações em metais

Nesta categoria, o Laser é a forma mais eficiente, pois normalmente, os produtos com essa base necessitam de uma gravação permanente. A Tampografia também é possível e viável, mas é passível de desgaste com o tempo. Independente de qual seja a mais viável, a escolha também varia conforme a intenção da marcação. Se for com o intuito de autenticar uma peça com logotipo, por exemplo, o Laser é ideal. Se for para brindes, a Tampografia atende às expectativas de beleza e qualidade.

Os principais e graváveis com as duas modalidades são: o ferro, que é ideal para utensílios domésticos, ferramentas, peças automotivas, estruturas de construção, etc.; o aço, próprio para embalagens, peças de automotivas, materiais da construção civil, entre outros; o alumínio, muito usado em equipamentos, eletroeletrônicos e acabamentos residenciais; e os metais nobres, como ouro, prata e bronze, que com a gravação a laser apresentam resultados de designers incríveis.

APLICAÇÕES EM MADEIRA

Se o produto for a base de madeira, a situação é a mesma citada na categoria dos Polímeros. Dependendo da intenção, uma forma pode ser mais viável que a outra, mas as duas são possíveis e eficientes. As cores podem variar conforme a tonalidade do tipo de madeira.
Os tipos mais utilizados são: MDF, para construção civil e artesanato; o Pinus, normalmente usado em construção civil; o Pinheiro, ideal para caixaria, palitos, cabos de vassouras, brinquedos, instrumentos musicais, tacos, além de lãs e sedas artificiais; a Cortiça, ideal para revestimentos de solos, isolamento térmico e acústico, fabricação de instrumentos musicais, artigos de decoração, entre outros.

OUTRAS APLICAÇÕES

A diversidade de materiais personalizáveis é grande e, em todos, o resultado final é de qualidade e precisão, utilizando a Tampografia ou o Laser. Vidro, marfim, osso, bambu, etc., são matérias primas especiais e que, em muitos casos, a gravação de códigos de identificação é necessária. As duas formas de personalização são eficientes para isso, já que é possível realizar marcações legíveis em tamanhos micros.